Este texto é um outro lado da moeda em relação aos incentivos de uma vida mais focada em viagens como busca do conhecimento. Na minha opinião este texto abordou o outro lado de uma forma extrema. Assim como existem também extremos em relação ao textos que incentivam o hábito da viagem e largar tudo para isto de uma forma "irresponsável". O hábito de viajar se torna uma necessidade tão vital para alguns quanto outros tem de construir uma raíz. Assim como existem pessoas propensas a criarem raízes, existem outras que se incomodam com o a forma que vivem. Sabemos que este modelo de vida e sociedade enraizada(trabalhar 8 horas por dia, casar, ter uma casa, carro e filhos) é imposto e os textos e incentivos sobre viagens e uma nova perspectiva de vida para mim tem um propósito comum: de fazer com que estas pessoas que não se encaixam neste modelo se identifiquem e saibam que isto pode ser possível. E no mundo hoje, onde certos tipos de trabalhos independentes são possíveis, é um momento de oportunidade que muitos não enxergam e alguns blogs nos "iluminam" para isto.

Citizen Scientist and Software Engineer, looking for the limits beyond mind and machine exploring the world

Citizen Scientist and Software Engineer, looking for the limits beyond mind and machine exploring the world